segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

A pessoa certa na hora errada

quando a gente não quer,
a hora tá sempre errada...
Mas afinal o que é a pessoa certa? E o que é a hora errada? Eu não acredito, realmente, que isso exista. O que existe, de fato, é querer estar ou não com a pessoa, é isso que a torna certa ou errada, independentemente da  hora ser certa ou errada - porque isso de hora certa e hora errada é, na real, balela. Nesses tipos de caso, quem tá com a razão mesmo é o ceguinho da casa Lux: “quando a gente não quer qualquer desculpa serve”.
Conversando com a amiga Catha sobre minhas últimas desventuras amorosas, falei pra ela desta pérola que escutei num passado muito, muito recente: “você é a pessoa certa no momento errado”. Gostou? Teve um complemento sensacional quando perguntei o que isso queria dizer: “você é a pessoa pra casar, mas eu só quero casar daqui a 10 anos”. 10 anos? Tá bom, então.
Catha escutava solícita. Sorriu e me consolou. Ela me disse que é a pessoa certa na hora errada profissional. Já escutou mais essa frase do que a clássica “o problema não é com você, é comigo”. Chegamos à conclusão de que o melhor mesmo é quando algum cara se aproximar de nós devemos nos antecipar, dando logo a real de que ele ainda não sabe, mas que estamos chegando na hora errada – antes ou depois, não importa – mesmo sendo as pessoas certas. Assim barraremos logo a figura e evitaremos dor e constrangimento para todo mundo. Algo assim: carinha - "oi, tudo bem?". Eu: "tá, tá tudo bem. Mas daqui a um tempo não vai estar, pois você vai descobrir que eu sou a pessoa certa na hora errada. Então vamos evitar todo esse sofrimento futuro e acabar com a história logo agora. Tchau, passar bem!!". Viu?? Mó legal.
Maybe not. Eu já tive piriri comendo cupim e costela em rodízio de carne, mas nem por isso virei vegetariana. E eu gosto, viu? De carne. De homem também, vai. Gosto, gosto, gosto.  Fato. E justamente por gostar é que não vou abrir mão só porque levei outro revés. Mas que doeu... ah, doeu. Doeu não. Está doendo ainda. Muito, muito assim do verbo pra caralho. Talvez por eu ter demorado muito a enxergar o óbvio: ele simplesmente não quer ficar comigo. É. É duro, mas é verdade. É doloroso, mas é verdade.  E a verdade é sempre a melhor coisa. Tá lá na bíblia, em João 8:32, eu não inventei: “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. É. Sábia Palavra de Deus.
Mas finalizando o assunto sobre o meu passado não tão distante, acho que certa mesmo está minha amiga Flaves, que além de ser mega-power-sincera é, ainda, psicóloga: “Kinha... homem quando quer ficar com a gente, fica, não tem nada que impeça. Deixa de ver o que não existe e aceita logo que ele não quer ficar com você”. Ai! Doeu.
Conclusão à qual cheguei depois de Catha + Flaves + Bíblia: se liga Kiki, ele não te quer. Mas agora que você aceitou essa verdade logo estará liberta. Amém. 

2 comentários:

  1. Oi Kiki, vc já assistiu no zorra total, uma pensonagem loura no vagão do trêm em que o homem se aproxima dela como quem não quer nada, e derrepente ela dispara uma metralhadora de possiveis cantadas e o cara ainda a chama de louca ??? É desta verdade que se refere ??? Homens não aguentam verdades ... É gatinha o negócio ta feio para teu lado ... mas certamente não foi a primeira a ouvir isso, também não será a última e não querendo te desanimar também pode não ser a última a vez a ouvir desculpas como esta ... mas pense por outro lado, vc continua provando do que temos no mercado .... fazer o que né !!!! Beijos gatinha ... Júlia

    ResponderExcluir
  2. Eita, Ju... não assisto Zorra Total... mas tem a ver mesmo com o que postei, né? mas é ironia minha... não é o meu primeiro fracasso amoroso, mas espero em Deus que tenha sido o último. Afinal o meu prazo de validade está esgotando, hahahahaha! =P
    Eu discordo de você, apenas, quando você diz que o negócio tá feio pra o meu lado... eu não estou mais com o cara, mas o tempo que passamos juntos foi muito legal e eu aproveitei bastante cada segundo dele - eu sou assim: extraio da vida tudo que ela tem de melhor. não deu, não deu. dói pra ca-ra-lho. mas vai passar. e estou aí, na fita, cheia de projetos e planos. readaptando todos eles ao meu novo status de "na prateleira", mas eu vou sobreviver. vc bem sabe que eu já passei por pedras mais duras, não é? cest la vie, amiga. bjão e volte sempre.

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?