segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Diga não à pedofilia!

DENUNCIEhttp://www.safernet.org.br
Estou até agora enojada e enjoada com uma coisa que vi na internet hoje. Trata-se de um blog que faz apologia à pedofilia. Como chegou em mim? Pelo twitter. Uma colega postou junto com a frase: “pedófilo – denunciem”. Cliquei, imaginando que iria ser direcionada para uma foto de algum desses doentes e que eu encaminharia para os meus contatos também. Não foi bem assim. Fui direcionada para um blog que exibia um vídeo de um homem adulto praticando sexo com um menino que não devia ter três anos de idade. A cena bizarra não sai da minha cabeça. Foi, sem dúvida alguma, uma das coisas mais tristes e chocantes que meus olhos tiveram a oportunidade de ver. E eu gostaria de não ter visto. Estou com dor de cabeça até agora e quando as cenas voltam à minha mente encho os olhos d’água. Não consigo compreender como alguém pode achar normal um adulto manter relações sexuais com uma criança. O menino do vídeo, embora amordaçado, chorava e gritava, sem dúvida alguma de dor e medo. Completamente indefeso, à mercê do doente que além de sodomizar a criança ainda filmou tudo. Denunciei o blog. E pensei retuitar para que outras pessoas também denunciassem. Mas, analisando bem, talvez esse seja o objetivo da pessoa que postou aquela coisa hedionda. Talvez esse pervertido queira mesmo é que o vídeo se espalhe e alcance o maior número possível de pessoas, ou para dar ideia para outros doentes como ele, ou numa tentativa de banalizar o tema, partindo da premissa de que terminamos nos acostumando àquilo que vemos com frequência. Olha, já vi muita coisa na vida, lembrem-se que sou jornalista. Mas nunca – nunca – vi nada tão nojento e tenho certeza de que jamais acharei pedofilia normal. Não apenas por ser mãe, sabe? Mas por entender que sexo é um presente de Deus e que deve ser desfrutado de forma consensual, ou seja: quando as partes envolvidas querem que o ato aconteça. Então não aceito o argumento de que é natural. Não, não é. É imoral. É doente. É criminoso. E é lamentável saber que o que eu vi é uma pequena amostra do que acontece mundo afora. Me resta fazer minha parte, né? Externar a minha indignação, denunciar o que eu puder denunciar e, principalmente, botar os joelhos no chão e pedir a Deus que cure as chagas desse mundo. Amém. 


Crimes Contra os Direitos Humanos na Internet - DENUNCIEhttp://www.safernet.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você tem a dizer sobre isso?