sábado, 4 de junho de 2011

Yes, we can!

Obama pode, eu posso, nós podemos
Ontem fui ao cirurgião plástico. Consulta normal, pois já estou com um ano e dois meses de reduzida e 58 kg a menos. A notícia que ele me deu não foi muito legal: ele só me opera se eu perder mais 13 kg. Gente... 13 kg! É muito, né? Além do mais quero fazer minhas plásticas de barriga e peito em novembro deste ano. Por que? Pra estar com tudo em cima em janeiro, claro. Ele achou minha matemática ótima. Do tempo da cirurgia para a recuperação. Mas não botou fé em mim quando disse que vou perder os 13 kg até a outubro, um mês antes da minha provável cirurgia plástica. Ao ver o risinho de incredulidade no rosto bolachudo de dr. Fábio resolvi reduzir os meus prazos. Falei pra ele que estarei lá, no consultório, na última semana de setembro, ostentando um corpitcho com IMC 25, que é o que ele exige para me operar. "Questões de segurança", disse ele. "São padrões internacionais", completou. Saí do consultório meio frustrada, mas instigada pelo desafio que tenho pela frente: perder 13 kg em quatro meses. Pode parecer pouco, mas lembrem-se que já venho de uma grande perda de peso, o que deixa os processos mais lentos. No trânsito engarrafado de Boa Viagem para a Boa Vista fiquei matutando estratégias mirabolantes para perder peso. "Além da dança vou fazer natação", pensei. "Vou substituir uma refeição por um shake e seguir a orientação insistente de dr. Valter de que devo fazer pequenas refeições a cada três horas", falei para mim mesma, meio que tentando me convencer disso, hahahahaha. Pensei, pensei, pensei, mil coisas ao mesmo tempo. Quando cheguei em casa liguei pro gatinho e contei todas as novidades do médico. Quando disse pra ele que tenho quatro meses para perder 13 kg e comecei a falar da minha estratégia escutei um risinho de incredulidade, parecido, imagino, com o que estava estampado no rosto de dr. Fábio algumas horas antes. Tudo bem. Isso não me incomoda não. Claro que fiquei triste e com raiva, não necessariamente nessa ordem. Mas sempre funcionei melhor instigada. E isso me instiga muito, sabe? A descrença de que posso fazer algo. Reclamei com o gatinho por não levar fé em mim e ele disse apenas "estar me instigando". É, ele me conhece. Sabe que não aguento quando me dizem que não posso fazer algo. E eu vou fazer. Foco e determinação, e, claro, ajuda de Deus. É isso, meus caros amigos. Ainda neste ano estarei com menos 13 kg, zero pelancas na barriga e uns peitos sensacionais. Acompanhem aqui no blog os capítulos da novela "Alguns querem mas não podem. Outros podem mas não querem. Eu pude, eu quis, eu fiz*".

* frase lindamente roubada do facebook do meu amigo Giba Freyre. Não sei de quem é, se é dele ou de outra pessoa. Só sei que achei duca. Vi, gostei, copiei.  

2 comentários:

  1. Vai nada. Tú vai farrapar. Duvidêodó. Oxe, conversa mole. 13 kg?! Ah ah ah ah!!!

    (adiantou?)

    Um brinde (de agua mineral com gás) a sua determinação.

    ResponderExcluir
  2. hahahahahaha... tá bom, então. Quem viver, verá. \o/

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?