domingo, 5 de junho de 2011

Ei! Você lembra da minha voz?

Mas os meus cabelos... quanta diferença!
Eu já falei pra vocês que estou loura? Galega, paquita? Pois é. Estou ostentando uma crina com tonalidade 8.3, ou seja: louro dourado. Além da tintura espetacular, fiz uma escova inteligente jooluy, o que conferiu às minhas madeixas um aspecto sensacional. Outro detalhe é que o cabelo está simplesmente fantástico ao toque. Foi realmente muito legal ter feito isso. Os anos de tintura, água ruim da zona sul e o mau trato deixaram meus cabelos muito debilitados. Depois da redução de estômago, então... nossa! Ele não apenas caiu muito mais do que o normal (por conta da absorção) como estava sempre com aquele aspecto de quem usa shampoo de milho, sabe? Tipo... palha mesmo! As pessoas comentavam e tudo. Escutei até uma colega de trabalho perguntar o que aconteceu com o meu cabelo, que "era" tão bom. Era? Era é foda, né? Então fui à luta. Consultei minha amiga especialista em assuntos de estilo e beleza, Rachel Plutarco, que disse que eu precisava baixar o volume da juba. Disse, também, que um tom mais claro suavizaria meu rosto. E... ela acertou!!! Fiquei o poder de cabelos lisões e mais claros. Eles ficaram até maiores com a surra, hahahahaha... Meu gatinho disse que eu fiquei mais "refinada", mais classuda. Ou seja: bola dentro. Mas... cuidar de tudo isso dá trabalho. É preciso lavar menos os cabelos, dia sim, dia não, o que pra mim é um problema, pois gosto de lava-los todos os dias. É necessário, ainda, que eu faça uma boa hidratação pelo menos uma vez por semana. Me recusei a dar 120 reais por um potinho de hidratação de uma marca que nem consigo dizer o nome e optei pelos produtos que Angélica e Luciano Huck anunciam na TV: Niely Gold. Apostei na linha orquídea, pelo perfume, claro. E, acreditem, funcionou. O pote com 1 kg de creme custou R$ 16,00. Mó brodagem. Sei que é importante um bom creme, mas achei lasca pagar mais caro no hidratante do que na própria escova, considerando que comprei meu cabelo novo numa promoção no groupon (escova + pé + mão = R$ 70,00). Eu sofri no salão, viu? Passei a tarde toda lá, pois o processo começou com a tintura. Depois vem a lavagem e aplicação do produto. O produto é termoativado, o que quer dizer que só funciona quando aquecido. A moça do salão meteu um puta secador quente na minha cabeça e me colocou contra o vento do ventilador. Erro brutal. O produto, além provocar coceira e ardência no couro cabeludo, irrita os olhos. E, como o ventilador estava nas minhas costas, os meus olhitos ficaram muito, muito irritados mesmo. Bom, depois do secador vem a chapinha. Dez passadas de chapa em cada mecha do cabelo. Pense que eu achei que tudo aquilo não teria fim! Mas teve, e o resultado foi realmente satisfatório. Então, quase quatro horas depois, saí do salão com um novo aspecto. Um up assim é importante, sabe? Faz bem pra autoestima da gente. É mesmo como na música do Aviões do Forró, a gente pinta o cabelo e se valoriza. Mas não é o pintar o cabelo apenas. É mais aquela coisa de fazer algo por nós mesmos, se cuidar, dedicar um tempo para si. É bom demais isso. Eu fiz e eu recomendo. E digo mais: continuarei fazendo, cada vez mais, coisas para mim. O próximo passo é dar continuidade à música do Aviões: "entrei na academia, eu malhei, malhei...". Aguardem! Quem viver, verá.  

Um comentário:

  1. Rapaz, sou sua consultora de imagem!! Não poderia errar né?! beijos!!
    www.catwalkconsultoria.com

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?