terça-feira, 3 de maio de 2011

Quem nunca fingiu que atire a primeira pedra

ai, ai...
Olá, gente! Eu estava meio sumida, né? Ando pouco inspirada para escrever, ou os assuntos que têm me inspirado não são agradáveis e como o silencio é de ouro... melhor calar. Mas eis que numa conversa de Lulus surge o assunto ‘orgasmo fingido’. Ora... toda mulher, em alguma ocasião na vida, já fez isso. Quem diz que não está mentindo. Eu  mesma já fiz. Graças a Deus não agora - estou muito satisfeita nesse campo, obrigada - mas já fingi, ah já! Um estudo que achei na net aponta que 35% das mulheres com vida sexual ativa finge orgasmo. É um percentual deveras alto, acho eu. E por que as mulheres fazem isso? São muitas as razões, né? Não querer desagradar o parceiro é uma delas. Não querer ser taxada de frígida é outra. E por aí vai... Eu já disse aqui uma vez a minha opinião: sexo ruim é pior – muito pior – do que falta de sexo. Não é melhor falar pra o parceiro algo do tipo “olha, querido... o taxímetro está rodando... que tal terminar a corrida?” do que simplesmente fingir que chegou lá e terminar o evento completamente frustrada? Eu prefiro falar. Mas é claro que eu não fui sempre assim. Com a experiência vem a excelência. Estou falando, obviamente, da minha excelência. Eu aprendi a conhecer o meu corpo e, com isso, aprendi, digamos assim, quais são os botões que devo apertar para programar o microondas, hahahahahahaha. Mas o parceiro é importante? Concordo 100% com Tom Jobim quando ele afirma é impossível ser feliz sozinho (pois fundamental é mesmo o amor...). Ele está certíssimo!! Mas vocês vão concordar comigo que não adianta ter uma máquina sexual ao seu lado se nós não conhecemos os nossos próprios corpos. Afinal relação sexual a dois deve ser feita, de fato, a dois. Com interação, cumplicidade, carinho, açúcar e afeto (Kiki - a rainha das citações). Mas pra que essa maravilha que é o sexo entre o casal seja realmente uma maravilha é preciso que haja diálogo. É preciso conversar – seja na linguagem corporal ou na linguagem falada mesmo – sobre o que agrada e o que não agrada na cama. Afinal tendemos a repetir as experiências exitosas, não é mesmo? Seguindo à risca máxima de que em time que está vencendo a gente não mexe... Tipo uma coisa que funcionou muito bem com o parceiro “a” e tentamos transportar para o parceiro “b”, mas ele não gosta muito do que você está fazendo e também não fala, talvez por medo de magoar, e pronto... está criado o círculo vicioso do sexo ruim. E, muito embora não passemos a maior parte do tempo da relação fazendo sexo, ele é sim muito importante para que esta cresça forte e saudável. Mas acredito que não há gente ruim de cama. Há falta de química, falta de sintonia. Quando há química e sintonia, o começo pode até não ser bom mas a continuidade faz todos os pássaros verdes e as borboletinhas aparecerem, acreditem. Mas se você insistir e nada melhorar... corra. Como eu disse acima, sexo não é tudo mas é muuuuuuito importante. Pesquisando na rede para escrever sobre esse tema tão importante para o brilho dos cabelos e a beleza da pele achei um site sensacional! O http://hypescience.com tem artigos e artigos sobre assuntos interessantíssimos, inclusive sobre sexo. Há lá um texto maravilhoso sobre os principais erros sexuais masculinos. Coisas como as mulheres não são todas iguais (corroborando com o meu ponto de vista sobre os parceiros "a" e "b") e mulheres não sentem o sexo da mesma maneira que os homens (menos porradas no colo do útero, por favor). Vale a pena conferir, nem que seja para dar umas boas risadas. De identificação, course. Termino meu post de hoje com uma frase sensacional do cantor, compositor e gordinho Leo Jaime sobre o tema 'orgasmos fingidos'. A ver: “A mulher pode fingir o gozo por curtição, mas em geral isso acontece com quem transa com quem não quer, do jeito que não quer e na hora em que não quer. Se você não consultar os sentimentos, não saberá das sensações”. Ou seja, meus amigos, é como dizia Nelson Rodrigues: "é preciso alma até para se chupar um chicabon".

5 comentários:

  1. owowow
    se eu te contasse as coisas que eu escuto vc ficaria passada em como as mulheres fingem...
    uahuah
    mas esse é um assunto pra mesa de bar...
    bejuxx
    ps.; tava inspirada né?!

    ResponderExcluir
  2. rapaz... eu achava que não, visse? que era impossível, até por conta das evidências físicas, se é que vc me entende... mas agora posso te afirmar que sim. =)

    ResponderExcluir
  3. Finge sim. A Fórmula é simples. Tem que usar camisinha senão a menina vai perceber... vc faz caretas e grunhidos, depois vai rapidinho ao toilete prá "fazer o asseio" e volta dizendo que foi o melhor orgasmo da sua vida.

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?