quarta-feira, 27 de abril de 2011

TV a cabo: um excelente investimento!

Especialidade: proctologia. Hahaha!
Outro dia, assistindo a um episódio de House, acompanhei um diálogo entre a dra. Cuddy e a mãe dela que me fez enxergar uma coisa que me há muito me incomodava nesse lance de relação mãe e filho. A história era basicamente a seguinte: ela, Cuddy,  cobrava da mãe o fato dela amar mais a irmã e alegava que nunca foi a preferida, que a outra sempre foi mais paparicada, blá blá blá. A mãe, tranquila e fria que só ela, interpretada pela sensacional Candice Bergen, respondeu simplesmente: “eu amo vocês duas, o que acontece é que eu gosto mais dela”. Momentos de tensão. Cuddy sai do quarto arrasada e chora copiosamente. É. É duro de escutar. Me coloquei total no lugar dela e sofri junto, solidária e parceira na dor. Mas depois fiquei pensando e cheguei a conclusão de que acontece a mesma coisa comigo, minha mãe e minha irmã, e que isso não é o fim do mundo. Sério! Minha mãe sempre gostou mais da minha irmã. Sempre ficou do lado dela. Sempre a protegeu mais do que a mim. E isso já foi amplamente discutido nas minhas sessões de terapia com dra. Rita. Sempre me senti menos amada por conta dessa... predileção, digamos assim, da minha mãe pela minha única e mais velha irmã. Comi muito chocolate por conta dessa angústia, chorei muito, briguei muito, mas esse calo nunca secou de verdade. E foi vendo House que entendi exatamente a situação e consegui “superar”. Tá. Superar ainda não. Mas estou mais perto disso do que antes. Vamos ver se consigo ser bem clara: tenho amigos e os amo. Mas tem uns amigos com os quais eu tenho mais afinidade e por conta disso estou mais com eles do que com os demais. Mas isso não quer dizer que eu amo mais ou menos os com quem eu menos estou. Entendem? É a mesma coisa!!! Tão simples, tão obvio, tão difícil de enxergar. É, na verdade, uma questão de afinidade mesmo. Minha mãe tem mais afinidades com e minha irmã, mas isso não quer dizer, necessariamente, que ela me ame mais ou menos. Ponto. Parágrafo. Nossa... tá vendo como é importante ter TV a cabo??? 

2 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tu é uma onda Kiki!

    ResponderExcluir
  2. Moral do post: troque seu analista pela Sky.

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?