quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Passarinhos e borboletas

Hoje acordei muito feliz. Acordei não, porque na verdade não dormi. Passei a noite acompanhada de uma imensa revoada de passarinhos verdes e centenas de borboletas na barriga. Todas as asinhas, tanto dos passarinhos quanto das borboletas, batiam ao mesmo tempo e essa sensação, descobri, é mágica. Estou até agora procurando palavras para descrever o estado de felicidade no qual me encontro. Acho que nem os passarinhos nem as borboletas são suficientes de fato para ilustrar. É bom, é intenso, é doce, é quente. É, mesmo, tudo de bom. Estou extremamente cansada pela noite em claro e pelo dia corrido de trabalho - afinal, apesar dos passarinhos e das borboletas, o tempo não pára. Mas sabe quando a gente está cansada de um cansaço bom? É assim. Um cansaço bom. Um cansaço que não é suficiente para diminuir a sensação de revoada de passarinhos verdes e borboletas na barriga. Mas vou dormir agora. Vou dormir e sonhar com os meus passarinhos verdes e as minhas borboletas. E tenho certeza que amanhã acordarei, novamente, muito feliz.

Um comentário:

O que você tem a dizer sobre isso?