terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Aproveite os limões que a vida te dá

um brinde ao aprendizado diário!
Eu já comentei com vocês há quanto tempo estou sem namorado? Acho que já, mas não tenho nenhuma vergonha em repetir: quatro anos. O relacionamento foi maravilhoso, nos dávamos muito bem, ele e eu, e estávamos juntos há dois anos. Mas terminou de uma maneira muito triste. Terminou com traição. Eu já estava desconfiada, mas quis Deus que eu visse e eis que numa madrugada qualquer pego o rapaz, no trânsito da zona sul, com outra. Cest la vie. Acontece. Mas... acontece por que? O que leva as pessoas à traição? Tínhamos uma boa relação. Nos dávamos bem em muitas coisas, nos divertíamos imensamente juntos. Éramos amigos. Na verdade não éramos. Ainda somos. Eu consegui perdoar. É uma característica minha, sabe? Não tenho a natureza rancorosa. Sou explosiva pra cacete, mas depois que boto pra fora é como um exorcismo, tudo acalma e passa - pelo menos a raiva. Mas durante muito tempo, na solidão do meu quarto, refleti sobre o que o levou a procurar uma outra pessoa. Cheguei à conclusão de que a máxima sobre os homens é verdadeira mesmo: eles realmente pensam com a cabeça de baixo. Não se preocupam com o que podem perder, mas sim com o que vão ganhar ali, naquele momento. Essa situação, por mais que eu tenha perdoado, me marcou muito. Exemplo: em julho do ano passado conheci um cara muito gatinho e fiquei a fim dele. Ele também se interessou por mim. Mas eu, depois de tantas lapadas da vida, fiquei na defensiva. Ele, depois de algumas tentativas e muito coice meu, saiu com essa: "você deve ter sido muito machucada no passado, né? Mas é uma pena que você permita que isso seja mais importante que o seu presente". Porra! Ele tinha razão! Eu meio que enlouqueci e ele terminou desistindo de mim. Ou seja: por motivo concreto nenhum posso ter jogado fora mais uma chance de ser feliz. Com o pai do meu filho foi mais ou menos a mesma coisa. Ele chegou a me dizer que eu o oprimia. Diga aí? Caraca... Mas o que quero dizer com essa ladainha toda é que a gente tem mesmo que deixar o rio correr. Levou gaia? Massa! É ruim, mas siga em frente! Roubaram seu carro? Puta, que merda! Mas antes o carro do que você. A vida te deu limões? Faça uma caipirosca e me convide pra beber! (hahahahahaha) Vocês podem estar pensando: "ah, Kiki... linda teoria, mas na prática as coisas não funcionam assim". É. De fato. Na teoria as coisas são muito mais simples. Mas se não tentamos trazer a teoria para a vida real, pra que serve mesmo essa tal de parte teórica? É feito estudar tabela periódica no colégio. A gente pensa que nunca vai usar. Bom, acho que esse não foi um bom exemplo, afinal eu nunca usei a tabela periódica pra nada na vida, hahahahhaha.... mas o que quero dizer é que as experiências que vivemos - boas e más - servem para construir as pessoas que somos, né? E que bom que é assim. Que bom que temos, todos os dias, possibilidade de rever quem somos e redescobrir quem queremos e podemos ser. Eu tento, diariamente, fazer isso. Evoluir, melhorar. Espero que esteja dando certo. =)

4 comentários:

  1. Ah, mas muita gente pode usar a tabela periódica pra várias coisas! Hahaha. Mas a verdade é que a teoria é muito mais simples e bonita que a realidade, esta que muitas vezes machuca pra caramba. Enquanto não se tem a fórmula do "Moving on", vamos tentando acertar, né?! Beijosss produção.

    ResponderExcluir
  2. em que tu usa a tabela periódica, pelo amor de Deus??? =)

    ResponderExcluir
  3. Kiki, só posso te desejar boa sorte. Conheci um carinha, fofo, querido, uma graça, mas que depois que se apaixonou, enlouqueceu.

    Ficou extremamente ciumento, tudo o que eu falava o deixava intrigado, como se eu estivesse mentindo e inventando todas as minhas palavras, e isso desgasta tanto.......... Só ele não percebeu...

    Posso dizer que muito da minha vida mudou por ele, e para ele, mas mesmo assim, o mocinho não acreditou. Daí me pergunto: Será que isso tudo foi porque ele traiu uma mulher que estava com ele por quase 15 anos e acha que todos são assim?? - não sei, não tenho a menor idéia, mas sei que o cara ficou completamente complexado, e com mania de perseguição.

    Não estou dizendo que é o seu caso, por favor não me leve a mal, mas as pessoas que traem costumam desconfiar de tudo e de todos, achando que isso acontecerá a qualquer momento com elas também, e as que são traídas, ídem. Acham que a qualquer momento, acontecerá de novo.............. Triste, muito triste.

    Minha sugestão: Viva sem pensar no futuro! Se permita conhecer um cara, sem pensar que ele pode isso ou pode aquilo. Se o cara for complexado como o que eu conheci, corra pra bem longe dele, porque faz um mal danado.... mas se não for, corra em direção dele e vá pro abraço!

    ResponderExcluir
  4. eu estou trabalhando isso em mim, sabe? dia a dia. mas só vou poder avaliar como estou no momento depois que pintar outra pessoa na minha vida. mas, pelo menos, reconheci que estou realmente meio travada e tenho fé que, na minha próxima relação, estarei mais aberta e mais relax. obrigada pelo conselho! tudo que quero mesmo é correr para um abraço quente e reconfortante. =)

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?