domingo, 12 de dezembro de 2010

Qual o poder de fogo de um beijo?

O Beijo de Rodin
Ontem eu e meu amigo Lobo Solitário conversávamos sobre o poder de fogo de um beijo. Dei minha opinião: um beijo pode ser mais íntimo do que uma transa. Vocês concordam? É a pura verdade. Mas não é qualquer beijo. Tem que ser 'aquele' beijo. Um beijo que te faz sentir vontade de explorar cada pedacinho da boca do parceiro e, consequentemente, te faz sentir vontade de ampliar a área a ser explorada. E, em geral, é no beijo que tudo começa. Na cultura ocidental o beijo é a porta de entrada, o sinal verde para avançar. Se o beijo é bom, te seduz, te envolve e te faz querer mais.. e, se o beijo é mesmo bom, possivelmente o "mais" vai ser muito bom também. Ou seja: o beijo é termômetro. Há beijos que nos fazem ouvir música, mesmo que no ambiente não tenha música alguma. Esse é letal. Entre uma caipiroska de morango e outra, eu e o Lobo Solitário divagamos largamente sobre o tema. 
De acordo com a wikipedia "os mais antigos relatos sobre o beijo remontam a 2500 a.C., nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia. Diz-se que na Suméria, antiga Mesopotâmia, as pessoas costumavam enviar beijos aos deuses. Na Antiguidade também era comum, para gregos e romanos, o beijo entre guerreiros no retorno dos combates". A enciclopédia nos diz ainda que o beijo "era uma espécie de prova de reconhecimento" e que foram os romanos que difundiram a prática, visto que os imperadores permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, e os menos importantes as mãos. Os súditos podiam beijar apenas os pés. Eles tinham três tipos de beijos: o basium, entre conhecidos; o osculum, entre amigos; e o suavium, ou beijo dos amantes.
imagem do Kama Sutra
Já o Kama Sutra nos diz que existem 30 tipos de beijo. O milenar manual do sexo ensina que a chave do beijo de sucesso é prestar total atenção no corpo do outro. Quanto mais controle você tiver e mais se concentrar em acariciar e beijar cada canto do corpo, mais intensa será a sensação de prazer para ambos. Os tipos de beijo são: beijo de lado, beijo inclinado, beijo direto, beijo pressão, beijo superior, beijo broche, beijo palpitante, beijo contato, beijo para acender a chama, beijo para distrair, beijo nominal, beijo com os cílios, beijo com um dedo, beijo com dois dedos, beijo que desperta, beijo que demonstra, beijo da lembrança, beijo transferido, beijo choroso, beijo viajante, beijo no peito, beijo sem pressa. A lista do livro segue com os últimos oito tipos de beijos, que são combinados com mordidas. O KS diz que "onde há amor, há dor". Mordida de Javali, nuvem quebrada, mordida escondida, mordida clássica, o ponto, a linha dos pontos, o coral e a jóia e a linha de jóias. 
segundos antes do maravilhoso beijo de Bridget e Daniel
Tá. Concordo que informação é sempre bom. Mas quando o assunto é beijo não existe uma  regra. Existe sentimento. Tesão. Vontade. Certa vez, vendo o filme O Diário Bridget Jones, fiquei encantada com o primeiro beijo entre o fofíssimo Hugh Grant no papel do cafajeste Daniel Cleaver e a sensacional Bridget de Renée Zellweger. O beijo não tinha nada demais, mas era de uma delicadeza que me arrepiou até a alma. Ele - Hugh - dava suaves mordiscadas no lábio inferior da moçoila, que aceitava o carinho com os olhos semicerrados. Uau! Pense num calor que me subiu!! Saí do cinema interessada em receber tal beijo. Simples e eficaz. Não tive muito sucesso. Os caras em geral estão mais interessados em enfiar a língua garganta adentro, sem suavidade, sem fofura. Mas como é dando que se recebe passei a usar a técnica do filme e agradei! Hoje esse beijo está devidamente incorporado ao meu set list
Depois de muita informação trocada sobre o tema "beijo" com o meu amigo Lobo conclui que mesmo não sendo fã de axé music Claudia Leite está certa quando canta "eu quero mais é beijar na boca e ser feliz daqui pra frente". E quem não quer? Beijar e ser feliz? Quem mais quer sou eu!


(veja a descrição de cada um dos tipos de beijo do Kama Sutra em http://mulher.terra.com.br/interna/0,,OI1883778-EI4788,00.html)

17 comentários:

  1. Kiki, gostei do tema. Beijar na boca é bom , muito bom mesmo. E quanto mais a gente se beija, mas a gente ganha intimidade e confiança na relação amorosa. É assim que sinto com o meu namorado. Vc concorda? Ou vc prefere beijar muitas bocas? Vc tá namorando e beijando ou beijando e beijando...? Kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. prezada anônima... beijar na boca é bom demais mesmo. eu, particularmente, tenho beijado bem menos do que gostaria, pq estou sem namorado no momento e não sou de sair de caçadora pela night, isso definitivamente não faz meu estilo. além disso acredito que a qualidade do beijo evolui juntamente com a relação, o que faz dos beijos efêmeros trocados eventualmente boas experiências, mas apenas isso. o que procuro mesmo é um beijo buarquiano, sabe? "me beija com calma e fundo até minh'alma se sentir beijada, ai...". imagina um beijo tão profundo que faz com que até a nossa alma se sinta beijada. é isso que eu quero. é isso que eu procuro. é isso que eu desejo. sei o quanto é bom pq já vivi essa experiência e só penso em vivê-la novamente. mas é como eu disse: não sou caçadora. o que é meu, meu será. no tempo certo.

    ResponderExcluir
  3. Sei lá... o beijo é cultural. Lembro que o jornalista Washington Novaes que viveu não sei quanto tempo entre os índios do Xingú para rodar um documentário percebeu que nunca viu índios se beijando. Na Ásia, tirando a Índia que legou ao mundo os dois maiores tratados da putaria sagrada que são o Ananga Ranga e o Kama Sutra, o beijo ainda é tabú entre chineses e japoneses e não é muto comum casais chineses e japoneses se beijando em locais públicos. Dizem que a moda do beijo ardente nasceu mesmo com o cinema americano, lá na década de 30 (alías, Jabor diz que o romantismo é uma inveção de cineastas americanos)porque os filmes não podiam mostrar cenas mais, com licença do trocadilho, picantes, então os casais ficavam ali só no amasso mesmo, e tome beijo ardente. Cultural ou não, beijo é bom e eu gosto.

    ResponderExcluir
  4. Beijar é bom demais!!! eu me lembro que meu primeiro beijo, de lingua e tudo, foi aos 8 aninhos, ela tinha dez e viera do texas junto com os pais missionários na Amazônia. Viciei, já beijei de todo jeito e todo mundo que você imaginar, mas até hoje, ainda sinto um arrepio na nuca quando o beijo tem uma conotação perigosa e proibida. Não sei se o beijo, ou o medo de alguem notar, sei lá, acho que é a combinação que o faz tão gostoso.

    A primeira vez que ví um casal se beijando não foi nada romantico. Eu morava em Garanhuns, tinha seis anos de idade e um casal de mendigos estava colado um no outro e eu pude ver quando o cara enfiou a lingua na boca da maria; eu disse naquele momento que nunca faria algo tão asqueroso assim. Bem, só cumpri a promessa por dois anos.

    Deixando um pouco a poesia de lado, ainda quero saber o que é que faz duas pessoas tocarem boca com boca, trocar fluidos e lamber a lingua alheia algo tão interessante.

    ResponderExcluir
  5. mas beijo é poesia pura, Heber... eu lembro do meu primeiro beijo. foi no portão de casa, lá me Olinda, com um garoto da turma. só que eu não sabia que tinha que abrir a boca. o cara ficou lá, me lambendo, e eu achei aquilo tudo deveras nojento. mas hoje... nossa... um bom beijo é tudo de melhor e mais moderno. tu me conhece, sabe que eu a-do-ro Marisa Monte e ela foi muito feliz em Beija Eu, disse tudo que eu queria dizer: "Beija eu, Beija eu, Beija eu, me beija. Deixa o que seja ser... Então beba e receba meu corpo no seu corpo, Eu no meu corpo, Deixa, Eu me deixo, Anoiteça e amanheça...". É uma maravilhosa descrição pra um beijo bom. Concordas???

    ResponderExcluir
  6. Putz, Marisa Monte é covardia... Dá vontade de beijar até a mãe dela com uma música assim, ou melhor, a mãe e a filha e a filha da filha, que assim seja. Meu primeiro beijo foi embaixo da cama dela, escondido de todo mundo, ela me disse direitinho o que fazer, acho que foi por isso que não esquecí nem passei vexame.

    ResponderExcluir
  7. tu beijasse quem embaixo da cama, hein menino??? entendi não essa frase... =P

    ResponderExcluir
  8. tá... vamos recordar de um axé music lá dos idos de 90. Netinho, ex-banda Beijo... alguém lembra?? Breguinha e fofinho... =)
    "Por teu beijo há de ser infinito o amor
    Como as ondas e cheiro da flor
    Perfumando a beleza das manhãs ô ô
    Por teu beijo floriu primavera no meu peito
    É verão de ardentes desejos
    Que tal a gente ser feliz
    Sinto o gosto do teu beijo a me invadir"
    (Por teu beijo)

    ResponderExcluir
  9. Oi. Voltei aqui novamente e encontrei vários posts interessantes. O beijo desperta interesse de todos. Amei os comentários do "bode cheiroso"... kkkkk Mas vou falar uma coisa, gostei mais do seu (primeiro)texto, depois vc ficou com medo de "ser caçadora" e ficou "careta"... Sei lá! Desencana, Kiki!
    Ah, o meu nome é Sofia. Bj

    ResponderExcluir
  10. olá, Sofia... olha, se tem uma coisa que eu não sou na vida é encanada. Esse lance de não ser caçadora é mais de perfil mesmo, não é caretice não. Sou mais observadora e gosto mesmo é de ser caçada. mas é claro que quando estou na selva, sou favorável à lei da sobrevivência, hahahahahaha. volte sempre, amiga Sabedoria. welcome to my blog. =)

    ResponderExcluir
  11. Eu quero beijar muito nesse natal. Nenhum homem disponível em Recife pra mim! Dona Kiki, essa sua amizade com seu amigo lobo me parece colorida, num é? Ele não conhece um outro lobo, amigo, parceiro, para sua amiga aqui? Quero um lobo mau para 2011.

    ResponderExcluir
  12. prezada beijoqueira, todas as minhas amizades são coloridas, porque é assim que eu vejo a vida: multicor!!! o Lobo é um amigo mui querido e você pode perguntar pra ele sobre o amigo ou sobre ele próprio. o blog do Lobo é http://lobosolitariocom.blogspot.com. Não posso te garantir que ele vai responder, mas ler, com certeza, ele vai. feliz natal!

    ResponderExcluir
  13. Tambem quero beijar25 de dezembro de 2010 21:11

    Tambem quero beijo!
    Alguem se abilita?

    ResponderExcluir
  14. Kiki vamos combinar uma coisa, evite escrever sobre mim no se blog! Dessa forma, você me compromete perante a pessoa que amo, pois fica parecendo que temos alguma coisa, quando na verdade não temos nada. Isso dá margem a comentários maldosos e desnecessários pelos seus leitores e não há necessidade disso. Não me leve a mal, mas você expõe as coisas de uma forma que não é real. Fica parecendo uma coisa que de fato não é. Por favor, escreva apenas sobre você e outros amigos.

    ResponderExcluir
  15. Sinceramente, eu não acho que te comprometi em nada, amigo Lobo. Se as pessoas com as quais você se relaciona são neuróticas, aí o problema não é, de forma alguma, meu. Ao meu ver as coisas que narrei aqui – e que aconteceram de verdade – não te comprometem e não me comprometem em nada, tampouco criam situação comprometedora entre nós dois. Falei que conversamos sobre o beijo. Con-ver-sa-mos. Concorda? Não foi exatamente isso que eu falei no texto e exatamente o que aconteceu? Vamos recapitular: “ontem eu e meu amigo Lobo Solitário conversávamos sobre o poder de fogo de um beijo....”. Tudo certo até aí? E essa experiência – a conversa que tivemos – é tão minha quanto sua, logo eu tenho sim o direito de falar sobre ela se eu assim quiser. Lamento profundamente que você, um amigo a quem estimo tanto, tenha entrado nessa barca furada de comentários maldosos. Lamento de fato, acredite. Agora entendo toda a enxurrada de coisas negativas que vêm sendo postadas aqui no meu blog. Nossa... gente, por favor: vão ali sentar num ouriço. Quando pensarem em digitar na barra de endereço o kikimarinho.com, por favor, esqueçam. E quanto a você, Lobo Solitário, bem como às pessoas que acessam o meu blog por sua causa, não se preocupem. Não vou mais narrar experiência alguma entre você e eu, Lobo. Mas não é por respeito às suas considerações não. É porque tais experiências não vão mais acontecer. Espero que agora EU tenha sido bastante clara.

    ResponderExcluir
  16. Que situação!
    Eu torcendo para que esse romance desse certo, me frustrei ao ler esses dois últimos comentários.
    Quem não se garante que se exploda! Vocês são pessoas muito interessantes e bem resolvidas (pelo que vi nos blogs) e deveriam se dar uma chance. Essa é a minha opnião.

    ResponderExcluir
  17. sofia... há quanto tempo!!! pois é, menina... não entendi direito esse uivo do Lobo, mas respeito. como diz aquela música profunda: "ado aado, cada um no seu quadrado". tô no meu. agora quem quiser que fique no seu também. volte sempre!

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?