sábado, 20 de novembro de 2010

A família que a gente escolhe

A vida é mesmo muito boa. E uma das melhores coisas dela? Amigos. Sim, amigos. Ontem marquei minha saidinha de dia de sexta com amigos de várias fases da minha vida: Paty, Léo, Gió, Xan, Nadja, Quinho e Vanessa. Vamos lá. Xan está na minha vida há, apenas, 25 anos. Nos conhecemos no Agnes, em 1985. Ele, até hoje, é meu amigo. Quinho e Gió são da época do Contato, assim que entrei lá, em 1988. Léo também é do Contato, só que ele entrou depois, em 1991. Conheci Paty em 99. Ela tinha uma agência de publicidade e colocou um anúncio no jornal para montar uma equipe de produção de um programa de TV. Respondi ao anúncio. O programa nem andou, mas na seqüência terminamos ficando amigas. Vanessa é mais recente, conheci há quatro anos, em um almoço com colegas de trabalho no qual ela estava como agregada. Mas o que estreitou o relacionamento foi a internet. Ela me procurou no Orkut e viu que eu adorava Haagen-Dazs. Me convidou pra tomar um e de lá pra cá estamos presentes na vida uma da outra. Nadja é mulher de Xan. Minha amiga por tabela, já de cara. O fato é que vê-los, todos, é muito bom. É bom saber que mesmo quando a vida nos leva por caminhos diferentes de uma forma ou de outra algumas pessoas vão fazer parte dela para sempre. Amizade é, realmente, uma relação mágica. É amor, é carinho, é respeito, é confiança, é companheirismo e é tantas outras coisas mais que é até difícil de listar. A palavra de Deus, sábia, nos ensina que há amigos mais chegados que irmãos (PV 18:24). É mesmo. Os amigos são a família que a gente escolhe. E eu, graças a Deus, fui muito abençoada nesse quesito. Tenho excelentes amigos. Não muitos, mas excelentes (e eles sabem quem são). Obrigada, Senhor. Para finalizar deixo aqui, em homenagem aos meus amigos, a letra de uma música que foi trilha sonora de um filme muito bacana dos anos 80 cuja temática é amizade: Stand by Me. Nunca viu? Veja. Eu recomendo.

Stand By Me

When the night has come
And the land is dark
And the moon is the only light we'll see
No I won't be afraid, no I won't be afraid
Just as long as you stand, stand by me
And darling, darling stand by me, oh now now
Stand by me
Stand by me, stand by me
If the sky that we look upon
Should tumble and fall
And the mountains should crumble to the sea
I won't cry, I won't cry, no I won't shed a tear
Just as long as you stand, stand by me
And darlin', darlin', stand by me, oh stand by me
Stand by me, stand by me, stand by me-e, yeah
Whenever you're in trouble won't you stand by me,
Oh now now stand by me
Oh stand by me, stand by me, stand by me
Darlin', darlin', stand by me-e, stand by me
Oh stand by me, stand by me, stand by me. 



Stand by Me (br / pt: Conta comigo) é um filme americano de 1986, do gênero drama, dirigido por Rob Reiner. O título vem de uma música com o mesmo nome de Ben E. King (que toca durante os créditos finais) e é baseado no conto The Body (no Brasil, "O outono da inocência - O Corpo", presente na coletânea "As Quatro Estações"), de Stephen King.
Sinopse: Gordie Lachance é um escritor, e recorda do verão de 1959, quando tinha doze, quase treze anos e vivia numa pequena cidade do Oregon, quando ele e mais três amigos saem em busca do corpo de um adolescente que estava desaparecido na mata há mais de três dias. O que eles não imaginavam é que esta viagem se transformaria em uma jornada de auto-descoberta, que os marcaria para sempre
Fonte: wikipedia

Um comentário:

  1. Que liiiiindo, amiga!! E completo com Saint-Exupéry...
    “Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.”

    E ainda, uma música de minha infância:
    Uma palavra tão linda já
    Quase esquecida me faz recordar
    Contendo sete letrinhas e
    Todas juntinhas se ler cativar
    Cativar é amar
    É também carregar
    Um pouquinho da dor
    Que alguém tem que levar
    Cativou disse alguém
    Laços fortes criou
    Responsável tu és
    Pelo que cativou
    Num deserto tão só
    Entre homens de bem
    Vou tentar cativar
    Viver perto de alguém
    Bjo no seu coração, querida amiga!

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso?