sábado, 7 de agosto de 2010

A última fronteira

"você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui..."
Tenho muitas lembranças de 1992. Realmente foi um ano marcante, por vários motivos. Foi o ano que entrei na Unicap e comecei o curso de jornalismo. Foi o ano, também, que cruzei a fronteira dos três dígitos na balança. É isso mesmo, amigos... passei dos 100 kg e nunca mais voltei para a casa das dezenas. Nunca mais até o dia de hoje. Hoje, dia 7 de agosto de 2010, exatamente 18 anos depois de ter passado dos 100 kg, me pesei em casa, na minha balança doméstica digital techline. O que o visor me mostrou parecia um sonho: 98 kg. Eu não tenho palavras para descrever a alegria que estou sentindo agora. Sério mesmo. Acho que eu não me faria entender com clareza, sabe? E também porque tem coisas que só gordos entendem. Coisas como a felicidade de conseguir cruzar as pernas, ou de comprar uma roupa numa loja de gente normal. Ah, vocês não sabem como estou me sentindo agora... Acho até que quebrei minha techline, pois quando vi o peso que ela estava marcando dei um pulo de alegria. Essa foi uma vitória pessoal pra mim. Estava, inclusive, na minha lista de resoluções de ano novo: baixar dos 100 kg. Todo ano, desde 92, este ítem estava na lista. Mas neste ano, na lista de coisas para fazer em 2011, não vai estar. Porque eu consegui, louvado seja Deus, eu consegui. Foi difícil, mas consegui. Agora as metas serão outras. Mas quer saber? Vou dar uma de Scarlet O'hara: "amanhã eu penso nisso". Sei que ainda falta muita estrada para mim mas hoje sinto como se já tivesse chegado lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você tem a dizer sobre isso?