sexta-feira, 2 de julho de 2010

Bye bye Brasil

É... infelizmente não estou falando sobre a música de Chico Buarque, muito embora eu o adore. Há pouco mais de uma hora o Brasil deu bye bye para o sonho do hexacampeonato mundial. Fiquei triste, claro. Mas não foi uma coisa que me abalou loucamente não. Afinal, Brasil campeão ou não, meu salário não vai aumentar. As parcelas do meu carro não vão ser pagas. O salário da babá vai continuar vencendo. Enfim... sofro, pero no mucho. Eu até gostei do jogo, sabe? Achei o gol de Robinho muito lindo. Mas não deu. Pena, Brasil, mas a vida continua. E como tudo na vida tem um lado bom, agora as coisas vão voltar à normalidade. Os expedientes vão ser cumpridos, os exames entregues no dia certo, os supermercados 24 horas vão ter gente pra atender (mas quem é o doido que vai fazer feira na hora do jogo do Brasil???). Depois da partida Dunga (foto), que foi chamado de Mestre pelos jogadores, de Zangado pela imprensa e que tinha tudo para sair bem Feliz da Copa, fez um mea culpa na coletiva. Parte de volta para terras brazucas para tirar uma Soneca. Só não vale ficar Dengoso, viu? Nem gripado... Atchim!!! Piadas infames à parte, não acho que a culpa é dele não.  Culpa, CULPA, não. Ele fez o papel de professor e de incentivador. Chato ou não ele fez. Convocou bons jogadores, o time era bom, rapaz! Se ganhasse virava santo, era? Ia ser o cara mais legal do mundo? Ah, fala sério... Perdeu porque tava na hora. Porque a Holanda foi superior no segundo tempo. Perdeu. Ponto final. Agora, sugiro que o próximo técnico da seleção não tenha nome de personagem de história infantil. Quem sabe, assim, a seleção não entre em campo achando que Copa é uma brincadeira de criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você tem a dizer sobre isso?